29 de janeiro de 2020

Franca

PIB de Franca cresce, mas é o 5º pior entre grandes cidades

Em Franca, a economia resistiu e, mesmo diante da crise, conseguiu crescer impulsionada principalmente pelo setor de serviços, que abrange os serviços de telefonia, educação, hospitais e bancos.

Franca 16/12/2017 - Repórter: Priscilla Sales
Foto de: Arquivo/Comércio da Franca
Em Franca, a economia resistiu e, mesmo diante da crise, conseguiu crescer impulsionada principalmente pelo setor de serviços, que abrange os serviços de telefonia, educação, hospitais e bancos
O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas) divulgou na última quinta-feira o estudo sobre o PIB (Produto Interno Bruto), que representa a soma de todas as riquezas produzidas no País. Segundo o estudo, o PIB de Franca cresceu quase R$ 400 milhões em um ano, um aumento de 4,63%. O total de riquezas produzidas na cidade ficou em R$ 8,4 bilhões. Apesar do crescimento, Franca ainda tem o quinto pior PIB entre as cidades do Estado de São Paulo que contam com uma população de mais de 300 mil habitantes. 
 
Os dados se referem a 2015, ano em que, por conta dos problemas políticos e das denúncias envolvendo o governo Dilma, a economia acabou atingida por uma crise. O PIB do Brasil em 2015 encolheu 3,8% e registrou seu pior resultado em 25 anos. 
 
Em Franca, a economia resistiu e, mesmo diante da crise, conseguiu crescer impulsionada principalmente pelo setor de serviços, que abrange os serviços de telefonia, educação, hospitais e bancos. Sozinho, o setor responde por mais da metade das riquezas produzidas na cidade: R$ 4,8 bilhões. E vem registrando um crescimento acelerado. Em 2012, representava R$ 3,5 bilhões. Cinco anos depois, já chega a casa dos R$ 4,8 bilhões, um aumento de 37%. 
 
Para o economista da ACIF (Associação do Comércio e Indústria de Franca), Adnan Jebailey, o aumento do PIB acabou refletindo também em um aumento na oferta de vagas de trabalho em Franca. “É válido ressaltar que o setor de Serviços tem se destacado no município de Franca, inclusive, na geração de empregos. Se em 2007 era responsável por 19.167 postos de trabalho, em 2016 esse número saltou para 27.286”, diz Adnan.

Clique na imagem para ampliar:


COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

Veja mais Local

CLIMA EM FRANCA

29°
19°

MAIS LIDAS

COLUNISTAS

ECONOMIA Atualizado 1 hora atrás

  • Dólar Comercial:
    Data:
  • Dólar Turismo:
    Data:
  • Euro:
    Data:

LOTERIAS Atualizado 1 hora atrás

  • Mega-Sena:
    Sorteio: Data:
  • Quina:
    Sorteio: Data: