24 de janeiro de 2020

Opinião

Fotos

De repente, avisos e mensagens através do Facebook começaram a chegar, notificando-me que fulanos, sicranos, beltranos tinham

Opinião 30/11/2019 -
De repente, avisos e mensagens através do Facebook começaram a chegar, notificando-me que fulanos, sicranos, beltranos tinham “curtido minha foto”, “comentado minha foto”. Estranhei, porque faz tempo que não posto nada, exceto uma ou outra mensagem que acho que vale a pena divulgar. Descobri. Certa vez em visita à minha filha que recém tinha se mudado para Londres, alugamos um carro, subimos nele e fizemos passeio, só nós duas, de pesquisa pelos nossos interiores. E os da Inglaterra. Era viagem de descobertas in(teriores) e ex(teriores) ... Sabe como é, filha única, primogênita, jovem, brava, sem muito humor e jogo de cintura justamente por ser a primeira de série de quatro, única entre os machos de casa, quem sabe agora ela perceberia que esse mito de macho alpha, ou fêmea alpha, não tinha valor em casa e éramos todos igualmente importantes? Que nós, duas mulheres, éramos mais alpha do que supúnhamos e, em certos aspectos, muito mais fortes individualmente, que os quatro machos da casa? Ela escolheu a região do sul da Inglaterra.

Começaríamos a viagem por Bach, sem lenço, nem documento. Desceríamos por aquela região, passaríamos por Stonehenge – para rever o monumento de pedra; por Glastonbury – que é cenário da história do Rei Arthur, Merlin, Morgana e onde se realiza um dos mais famosos festivais de rock, desde muito tempo. Ficaríamos em Bach, cidade romana, cenário de muitos livros de Jane Austen e iríamos depois para a Ilha de Wight, onde se realiza outro famoso festival de rock e onde está o castelo Osborne House. Esse castelo é para onde a Rainha Victoria foi, quando o Príncipe Albert morreu. Havia sido construído por ele, como presente à mulher amada e está conservado como ela o deixou para voltar a Londres e tomar as rédeas de seu governo. E foi cenário do excelente Mrs Brown, filme com Judi Dench que sugere o relacionamento de Victoria com um cavalariço.

No meio do passeio, fomos andar pelo jardim. Estava bastante quente, eu tomara muita água e precisava ir ao banheiro, que não tinha nas imediações. Fiz os cálculos, não daria tempo de chegar com dignidade de princesa ao banheiro na edificação. Decidi usar o esconderijo fornecido pela copa da árvore. Enquanto minha filha esbravejava e me bombardeava com perguntas e afirmações tais como você é tupiniquim, você pode ser presa por causa da atitude, o guarda vai te pegar porque tem câmaras escondidas por toda parte, você não merece estar aqui ... eu resolvi meu problema.

É a foto que há anos serve como ilustração da minha página do FB. É aquela que, de repente alguém comenta, e ela sofre nova avaliação. Gosto dela. Fotos congelam momento especial, passam anos você lembra até que música estava tocando no instante do clique, quem estava a seu lado, em quem você pensava. E se a foto é boa, a gente só podia estar pensando coisa boa...
 



COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

Veja mais Lúcia Brigagão

CLIMA EM FRANCA

25°
20°

MAIS LIDAS

COLUNISTAS

ECONOMIA Atualizado 1 hora atrás

  • Dólar Comercial:
    Data:
  • Dólar Turismo:
    Data:
  • Euro:
    Data:

LOTERIAS Atualizado 1 hora atrás

  • Mega-Sena:
    Sorteio: Data:
  • Quina:
    Sorteio: Data: