Morre Wanira Salles, gerente de negócios da Francal

“Eu adoro gente. Gosto do ser humano”. A frase sempre dita por Wanira Salles resume bem sua personalidade. A francana que sempre viveu à frente de seu tempo, que amava desafios e adorava estar cercada por pessoas, morreu na madrugada desta segunda-feira, aos 70 anos. Wanira travou longa batalha que durou cerca de cinco anos contra uma grave doença pulmonar. Segundo amigos, ela estava bem no domingo, mas sentiu-se mal na madrugada de segunda, com uma forte crise de falta de ar. Uma ambulância foi acionada até sua residência, em São Paulo, mas ela não resistiu.
 
Wanira Salles por cerca de três décadas foi gerente de negócios da Francal Feiras e ganhou projeção nacional por seu profissionalismo e sua visão de negócios, apostando sempre na inovação e no dinamismo. Foi ela uma das principais responsáveis por desenvolver técnicas aplicadas até hoje ao mundo das feiras de negócios, como os manuais do expositor e das feiras, e, também, pela implantação de novas tecnologias e logísticas entre.
 
Ela tinha orgulho de ser francana. Em suas entrevistas sempre fazia questão de lembrar a cidade em que nasceu e onde começou sua carreira profissional.
 
Wanira teve sua trajetória intimamente ligada à Francal. Participou como recepcionista da primeira edição da feira, realizada em Franca. “Foram 15 dias trabalhando de pé”, costumava contar.
 
Sempre alegre, entusiasmada e determinada era conhecida pelo seu carisma. Em Franca, na adolescência, chegou a ser coroada princesa. “Ainda jovens frequentávamos os bailes da AEC. No primeiro ano em que o Pestalozzi promoveu os Jogos da Primavera, em 1968, teve o concurso de Rainha da Primavera. Eu ganhei como rainha e a Wanira como princesa. Foi lindo.
 
Desfilamos pelo centro da cidade em um carro aberto”, lembra a amiga Lívia Franchini, emocionada pela perda da amiga de tantos anos. "Ela cantava no Grupão nos idos tempos dos festivais lindos. Ela era alegre, firme, sincera, amiga fiel e sempre otimista. Ótima pianista - demos aula de piano juntas - ótima violonista e cantora. Era muito amiga. Estamos todos em choque com sua partida", completou Lívia.
 
Uma coisa dela: ela sempre considerou os amigos mesmo que de muitos anos...
eu estava em contato com ela quase todo dia...ela lutou até o fim A personalidade cativante de Wanira também é lembrada com muito carinho pelo amigo e empresário João Batista, um dos sócios da Francal Feiras. “Ela era uma mulher incrível. Uma pessoa excepcional e uma amiga querida. A morte dela deixou em todos nós uma enorme lacuna. Ela fará muita falta”, disse.
 
O site oficial da Francal também postou uma nota lamentando a perda de uma de suas principais colaboradoras. “É com profunda consternação que comunicamos o falecimento de nossa querida amiga e companheira de trabalho que tanto fez por nossa empresa e por nossas feiras. Que Deus conforte o coração de suas filhas, neta e de seus amigos que a amam tanto. Descanse em paz, amiga”, diz a nota.
 
Wanira era viúva e deixa as filhas Milena e Maira e sua grande paixão, a neta Manoela. Informações a respeito de seu funeral devem ser divulgadas hoje pela família. 
COMENTÁRIO
COMENTE
A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do GCN Comunicação e se comprometem a respeitar o

Código de Conduta On-line do GCN.

Li e concordo com o código de conduta online.
Veja obituários por data:

Selecione as datas

Data inicial
Data final