Qual a origem do soluço? Veja as verdades e mitos de suas causas

Se Liga Saúde e Estética A- A+ 19/03/2011 Autor(a): Patrícia Paim Foto(s): Reprodução
Qual a origem do soluço? Veja as verdades e mitos de suas causas

Se o soluço persiste por vários dias e você já fez tudo o que sabe para acabar com ele e não deu resultado, o melhor a fazer é procurar ajuda médica

Hic, hic, hic. Quando você menos espera ele aparece. Do nada. Simplesmente vem sem aviso e irrita. Não apenas você, mas quem está do seu lado também. É, o soluço não é lá muito agradável. Você vai falar e não consegue terminar a frase porque é interrompido com aquele ‘hic hic hic’. Para a grande maioria não interessa porque ele começou e sim como fazê-lo ir embora. Nestas horas todo mundo tem uma receitinha para acabar com o soluço. Entre as clássicas estão dar um grande susto - na base do grito mesmo - em quem está soluçando. E que tal tampar nariz e ficar sem respirar até não aguentar mais? Quem nunca experimentou? Com certeza, você já. Pelo menos uma vez.

Mas o que causa o soluço? O médico gastroenterologista, José Carlos Vaz, diz que as causas são inúmeras. “Existem as mais simples como a irritação do estômago após uma bebedeira ou até mesmo depois de comer algo bem apimentado. O soluço pode até mesmo estar ligado a uma doença mais simples ou a uma mais grave como um tumor cerebral ou derrame cerebral”.
Apesar de, na maioria das vezes, aparecer de repente, José Carlos Vaz, dá dicas de como prevenir. “Em alguns casos isso é possível. Se a pessoa é portadora de irritação crônica no aparelho digestivo (gastrite, hérnia de hiato ou úlcera péptica) sabe que se comer ou beber determinadas substâncias vai piorar a inflamação e poderá gerar o soluço. Neste caso é preciso proteger o estômago. Algumas pessoas tomam uma colher de azeite ou um copo de leite antes de beber ou comer determinado alimento, por exemplo”.

Agora, se o soluço persiste por vários dias e você já fez tudo o que sabe para acabar com ele e não deu resultado, o melhor a fazer é procurar ajuda médica. E olha que isso não é tão difícil de acontecer assim. O governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, foi internado às vésperas do Natal no ano passado depois de sofre sucessivas crises de soluços por quase três meses. “Neste caso, é preciso fazer uma investigação médica minuciosa, pois, como já foi dito, esta forma de soluço está sempre relacionada à presença de uma doença grave”, disse Vaz.

Quais as principais causas?

Comer muito rápido

Distensão gástrica com ingestão de bebida com gás

Mudança brusca de temperatura de alimentos ingeridos ou até mesmo do corpo

Irritação do estômago após consumo de bebida alcóolica

Ingestão de alimentos apimentados

Respiração muito rápida

Causas mais sérias como derrame ou tumor cerebral

Causas inusitadas como objetos introduzidos acidentalmente no ouvido

Como acabar com o soluço

Prender a respiração por alguns minutos

Tomar alguns goles de água fria

Respirar em um saco de papel por alguns minutos

Fazer gargarejos com água fria

Ficar deitado de bruço por um tempo também pode ajudar

O soluço representa algum perigo?
O soluço na grande maioria das vezes não representa perigo. É uma reação a um fator irritativo do organismo. Ele pode se fazer presente desde o nascimento até nas idades mais avançadas. Geralmente ele só representa perigo na forma definida como incoercível - quando pode se associar a insônia, exaustão física e emagrecimento, chegando a provocar morte.

Quais os tipos de soluço?
Existe o soluço ocasional que seria a forma mais comum e que aparece como consequência de alguma causa que faz contrair abruptamente o nosso diafragma provocando o soluço. Exemplos: um bebê que está com frio ou a pessoa que comeu demais provocando uma dilatação aguda do estômago. 

Outro tipo seria o chamado protraído ou persistente. Ele acontece quando a pessoa soluça por mais de 48 horas, mas por menos de 30 dias. Quando o soluço dura mais que um mês é classificado como incoercível e a causa pode ser uma doença grave.

Quando procurar um médico?
Sempre que o soluço é persistente, ou seja, quando ele vem e não desaparece após uma pequena série de soluços, há necessidade de se procurar um médico para que seja pesquisada a causa do problema. Ás vezes uma crise de soluço pode levar ao diagnóstico de uma isquemia cerebral, um derrame, um infarto do miocárdio e muitas outras doenças.

Fonte: ABC da Saúde Informações Médicas Ltda e o médico gastroenterologista, José Carlos Vaz
 

1 Comentário

  1. Gostei

    O MEU FUNCIONOU PRENDENDO A RESPIRAÇÃO 1 MINUTO

Comente esta notícia

Não serão publicadas mensagens/comentários que desrespeitem a lei, apresentem linguagem ou material obsceno ou ofensivo, sejam de origem duvidosa, tenham finalidade comercial ou não se enquadrem no contexto da matéria comentada. A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do GCN Comunicação e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Seu comentário não será liberado instantaneamente. Antes, passará por análise da editoria on-line do portal.

*

*

*

Li e concordo com o código de conduta online.